Archive for março \26\UTC 2010

Democracia e anonimato na internet em poucas palavras

26/03/2010

Democracia não é vir falar merda nos comentários e esperar que isso seja aprovado. Democracia é você ter a chance de fazer um blog só pra si e cagar nele o que quiser.

Anonimato não tem nada a ver com a foto que representa o seu perfil. Fosse isso, aquelas porcarias que você põe no Orkut, desfocadas, sem resolução, batidas a 1km, com a porra de um celular, se configurariam num anonimato.

Anonimato é quando você esconde dados. Se passa por algo que não pode ser identificado. Beleza?

Também amo vocês.

Anúncios

O QUE VOCÊ NÃO SABE SOBRE OS MANO DA LISTA DA FORBES

17/03/2010

1º Carlos Slim, magnata mexicano das telecomunicações.
Patenteou a expressão “RICO PRA CARALHO”.

2º Warren Buffet, investidor americano.
Construiu um quarto de 1000 m² para o seu ego.

3º Bill Gates, americano, dono da Microsoft.
Na mercearia da esquina, Bill e Melinda Gates já deram “Steve Jobs” de troco.

4º Mukesh Ambani, empresário indiano do setor petroquímico.
Comeu o pão que o diabo amassou, com patê e uma média com leite. À vista.

5º Lakshmi Mittal, empresário indiano do setor de aço.
Comprou uma indústria de bebidas só para mandar seu principal concorrente tomar no cu em letras garrafais.

6º Lawrence Ellison, americano, fundador da Oracle.
Subornou um câncer de próstata para sair de modo pacífico de seu organismo.

7º Bernard Arnault, empresário do ramo da moda.
Pagou uma cirurgia de varizes para uma coxinha de frango.

8º Eike Batista, brasileiro, investidor.
Pediu para James Cameron fazer um filme só para ele. Depois de ter assistido, disse: “Revolucionário. Deleta”.

9º Amancio Ortega, varejista espanhol.
Foi num restaurante, não gostou da comida, comprou o restaurante e disse: “agora fecha essa merda”.

10º Karl Albrecht, alemão, supermercadista.
Comprou um guaraná Dolly… É considerado o mais excêntrico de todos.

———-
Recorte essa matéria. Não é todo dia que você tem revelações desse naipe.

Rsrs

09/03/2010

Havia um engraçadinho carente embaixo da passarela que levava à rodoviária. Desviei meu olhar, porque quando algum deles nos veem querem logo um sorriso, gargalhada, essas coisas baratas. Não adiantou a alegria.

– Hei, tio, me dá um trocadilho.

– Desculpe, mas só estou com a minha risada de trabalho.

– Tio, é um trocadilho pra comprar uma tirada.

– Sei. Vai é atrás de 140 caracteres de alguma droga! Onde estão seus pais?

– Tão lá no semáforo fazendo stand up. Era pra eu tá vendendo gracejos. Se eles sabem que estou pedindo me matam de rir.

– Eles tinham algum tipo de trabalho? Como faziam pra manter o hilário do mês?

– Bem, o último trabalho deles era uma piada.

– Hum, daí resolveram partir pra piada vagabunda. Você deveria estar na escola. Pensando em ser no futuro um homem de grande ironia.

– Sarcástico assim como o senhor?

– Não sou tão sarcástico como você pensa. Eu só trabalho duro pra ter o meu cinismo. Minha carteira está vazia. Não tem nem graça.

– …

– Pare de me olhar assim. Vamos, pegue essa deixa. E pense naquilo que eu te disse.

– Obrigado, tio. O senhor tem um bom humor.

Minha cidade

08/03/2010

– Minha mãe mandou um cartão postal da minha cidade. A realidade é tão horrível que veio em branco.

– Sei como é isso. A minha cidade é tão pequena que a economia é movida a esperança.

– Minha cidade é tão pequena que o tapete de Corpus Christi é um capacho.

– A minha é tão pobre que o carro-chefe da indústria é uma Brasília 72.

– Minha cidade é tão triste que na pracinha tem um busto de um emo.

– A minha é tão pobre que a engrenagem que move a economia só tem um dente.

– Minha cidade é tão pequena que o puteiro e a prefeitura ocupam o mesmo prédio.

– A minha é tão pobre que quando alguém é assaltado o ladrão fala: “a bolsa-família ou a vida!”.

– É tão difícil viver na minha cidade que pra entrar você precisa resolver uma equação.

– A minha cidade é tão carente que tentou cortar os pulsos ouvindo um CD do Fresno.

– Minha cidade é tão dependente que ela própria está inscrita nos narcóticos anônimos.

– Minha cidade é tão difícil de achar que no Google Maps está marcada como Wally.

– A minha no Google Earth é desenhada a mão.

– Minha cidade é tão pequena que pra mudar de ideia tem de sair dela.

– A minha é tão feia que assustou a Dilma Roussef e o José Serra.

– Minha cidade é tão esquecida que estão pensando em mudar o nome dela pra Alzheimer.

Que desgraça.

@tiodino e @microcontoscos

Vou te dizer o que é polêmica!

02/03/2010

– Polêmica é um corinthiano no meio da torcida do Palmeiras com um porta-retrato do Richarlysson.

– Polêmica é colocarem um albino pelado na neve navegando num Mac.

– É um negro muçulmano filho de republicanos com ideias liberais que acabou de fazer uma charge esculachando Maomé.

– Polêmica é fazer um churrasco de vaca numa laje na Índia e convidar uma família local depois de ter mijado no Rio Ganges junto de um paquistanês.

– É cuspir no prato que comeu na Etiópia!

– Polêmica é chamar um pedófilo para cuidar da mais nova sede de uma creche municipal com a presença do padre da paróquia e mais 10 coroinhas.

– É gritar “vai tomar no cu, Hu Jintao!” no meio da Praça da Paz em Pequim vendendo ações do Google coberto por um casaco de pele feito de pandas.

– Polêmica é ir a Cuba com um americano e pedir ajuda governamental para treinar equipe de nadadores e remadores olímpicos.

– É levar até Brasília patrocinado pela Sthil um abaixo assinado com 100 mil páginas pela preservação da Amazônia.

– Polêmica é um judeu de mãos dadas com um travesti passeando no centro de Teerã com uma camisa I LOVE USA.

– É convidar para uma festa mensaleiros do PT e do DEM com cobertura da Veja e patrocínio da LUPO.

– Polêmica é uma mesa redonda com blogueiros para falar de sexualidade com transmissão ao vivo via internet discada.

ISSO SIM É POLÊMICA!